Rallys

Transparaná conta com 104 veículos inscritos

????????????????????????????????????

A organização está na reta final dos preparativos da 27ª edição do Transparaná e promete entregar aos participantes um roteiro 90% inédito. Evento será de 16 a 20 de fevereiro, entre Foz do Iguaçu e Curitiba

A cidade de Foz do Iguaçu (PR) será o ponto de concentração e de partida do 27º Transparaná – um dos encontros off-road mais tradicionais do país, que acontecerá de 16 a 20 de fevereiro. Organizado pelo Jeep Clube de Curitiba, a competição cortará o estado do Paraná em quatro dias de provas e aproximadamente 1.000 quilômetros de muita aventura, com destino ao Palácio do Governo, em Curitiba (PR). As cidades de pernoites são Cascavel, Guarapuava e Irati.

Até o momento, são 104 veículos inscritos, divididos nas categorias Máster, Graduado, Turismo, Light e Adventure. São pessoas vindas de dez estados, sendo: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiânia, Bahia e Piauí.

“Além de quantitativo, este grid está altamente qualificado. Os principais nomes do rali nacional confirmaram presença no nosso certame e isso é garantia de grandes disputas pelo pódio de todas as categorias. Os maiores campeões do rali de regularidade nacional estarão conosco e isso é motivo de orgulho para nós”, declarou o diretor geral do Transparaná, Vinicius Gunha, o Gallo. 

A secretaria de prova será no Centro de Convenções de Foz do Iguaçu, localizado no famoso ponto turístico das Cataratas do Iguaçu. No dia 16 de fevereiro, a partir das 14h, o Transparaná começará a receber os participantes para confirmação de presença, retirada dos kits e vistorias técnicas. A largada está programada para o dia 17, às 9h.

O roteiro do 27º Transparaná 

Primeiro dia de prova – Foz do Iguaçu a Cascavel (240 quilômetros)

De acordo com o diretor de prova, Vander Hirt, o Fritão, o roteiro do primeiro dia margeará o Parque Nacional do Iguaçu. Logo no começo, haverá uma pista onde pilotos e navegadores deverão estar bem concentrados para encarar muitos balaios. “Afirmo que o resultado do primeiro dia será definido neste trecho”, alertou Fritão.

Cumprido este desafio inicial, pilotos e navegadores seguirão por estradas mais abertas (e em linha) dentro de fazendas de eucaliptos. “A chegada em Cascavel promete ser emocionante. Teremos uma fazenda com trilhas de mata nativa e uma outra pista, que permitirá alta velocidade e, claro, mais balaios. Será um verdadeiro espetáculo, com os carros escorregando e levantando poeira (ou espalhando lama)”, concluiu.

Segundo dia de prova – Cascavel a Guarapuava (310 quilômetros)

O segundo dia de Transparaná segue rumo a cidade de Guarapuava, passando por Laranjeiras do Sul, Goioxim e Palmeirinha. A prova será em linha, passando por fazendas de reflorestamento de pinus. Haverá os tradicionais balaios e as médias de velocidade serão justas (ora alta).

Terceiro dia – Guarapuava a Irati (220 quilômetros)

O dia começa em uma pista de motocross localizada ao lado do Rio Jordão (e assim, a caravana do Transparaná se despedirá de Guarapuava). Com pouco trecho deslocamento, os off-roaders passarão por uma fazenda de pinus com terreno bom e bem diversificado, com direito a lama. “Essa será a prova mais veloz do Transparaná 2021, com muitas mudanças de direção. Também teremos vários balaios”. Fazem parte do roteiro as localidades de Guará e Imbituva.

Para encerrar o dia e colocar aquela “pimenta” na disputa e deixar a briga pelo título de 2021 ainda mais acirrada, haverá uma outra pista dentro do CTG de Irati, com muitos balaios (um em cima do outro), onde a intenção será separar os “homens dos meninos”.

Quarto dia – Irati a Curitiba (205 quilômetros) 

A mesma pista do CTG em Irati abrirá o último dia do Transparaná; que depois seguirá rumo a Porto Amazonas e São Luiz do Purunã. O destaque ficará por conta da Fazenda Santa Joana que oferece uma vasta opção de trilhas extremamente técnicas. Mas antes de chegar lá, um novo setor com diversos balaios continuará exigindo a atenção e habilidade das duplas. Será “faca nos dentes” do início ao fim do rali.

O pórtico de chegada do Transparaná será montado no Palácio do Governo.

O 27º Transparaná é patrocinado por Governo do Estado do Paraná, Sanepar, Copel Energia, Prati Donaduzzi, Dispauto Auto Peças, GS Performance, Mamute Off-Road, Acassius Centro Gráfico, Trilha Euro Car, Troller, Ekron Off-Road. 

Tem apoio de Estrada Distribuidora de Combustível, Guarapuava 4×4, Velho Madalosso, Bemajjy Bolsas, RL Cópias, Insam, Fábrica das Cópias, Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, Prefeitura Municipal de Cascavel, Prefeitura Municipal de Guarapuava e Prefeitura Municipal de Irati.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.