Destaque

Jipeiros desvendam Jeep abandonado e casa mal assombrada no Vale do Ribeira

No dia 02 de agosto um grupo de jipeiros de Minas Gerais se deslocou até São Paulo para realizar a temida trilha da serra do mar no Vale do Ribeira.

O grupo de amigos Mirim, Cilinho, Fraklin, Landão foram realizar o levantamento de uma nova trilha off road pesada cheia de histórias. Os aventureiros tiveram o apoio do Carlinho da Trilha que nos levou até a portaria e Chaulin trilheiro que conhece bem a região caso de um possível resgate.

A trilha é bem pesada e o deslocamento é por  Miracatu, vem margeando a Serra do Cafezal e são aproximadamente 60 km de trilha. Iniciando na porteira uns 20 km da BR 116 Régis Bittencourt finalizando novamente na rodovia. Um lugar maravilhoso muito quente, muito úmido sempre chovendo, com muitos animais perigosos. A nossa busca não era chuva e sim uma história Macabra, que contava sobre um Jeep abandonado em uma casa mal assombrada.  Única pista que a gente tinha desse Jeep é um motor abandonado em um rio bem no meio da trilha.

Partimos por volta das 9 horas, e caminhamos cerca de 15 km, paramos para acampar As Margens de um rio, Onde é colocado câmeras para fotografar grandes felinos. Foi a conta de fazer a janta e começou a chover, apagando nossa fogueira e única garantia de afastar o bicho e la se foi chuva durante a noite toda até as 4:30 da madrugada.

Amanheceu levantamos acampamento e partimos novamente. Por volta do horário do almoço escutamos uns gritos na floresta!  Quem vem lá? Era um mateiro da região atravessando sozinho e parou para tomar um dedo de prosa. Tínhamos acabado de passar pelo motor, foi quando nós, perguntando sobre o tal jipe!!! Ele então reagiu assustado. é bem ali ninguém tem coragem de chegar naquela casa, aí perguntando se ele poderia nos levar até entrada e ele respondeu .Vou lá com vocês e foi puxando a fila. A mata foi ficando cada vez mais fechada, mas difícil de caminhar o medo começou a tomar conta. Landão tomou um tombo muito forte pensamos em desistir, mas já estávamos chegando. Então chegamos a tal casa, impressionante casa muito grande o Jeep Willys está sendo corroído pelo tempo. Um pé de limão carregado na entrada e a casa tá bem limpa. Perguntando se ele sabia da tal história.

Jeep Willys CJ5 com carroceria militar dos anos de 1957 com detalhes do bocal lateral do tanque

Ele contou por alto que ali seria uma cooperativa e que o empregado que andava no Willys era um cobrador e que muitas vezes os devedores pagavam com a vida a este que antes pilotava o Willys e morava na grande casa, que ficou assombrada , endoidecendo o tal matador. Que logo ficou doente e acabou morrendo, deixando a floresta tomar conta da casa e do velho Jeep Willys.

Bom depois dos arrepios, partimos novamente na caminhada, pois iríamos dormir próximo ao Rancho Queimado. Mas no caminho escutamos um barulho de um bicho estranho, era um filhote de porco do mato abandonado, acreditamos que pode ter perdido do bando ou alguma onça ter jantado a sua mãe. Logo que vimos que o bicho tinha fome foi dado um mingau e logo passou um morador daquela região que eu recolheu e levou para uma fazenda próxima para deixar com uma porca, que tinha dado cria. Isso já era noite e  ameaçava  chover. Estávamos com muito peso. tínhamos que desfazer da comida. Então preparamos um banquete, fizemos um macarrão com bastante carne e logo depois fizemos um creme de batata, comemos duas vezes cada um. Estamos bem cheios, aí bateu aquele frio, cada um na sua barraca e esta noite não choveu.

No dia anterior o desafio era o maior de todos aproximadamente 30 km de muita erosão muito vento e muita descida, nesse terceiro dia começou as dores mas a vontade de sair da trilha só aumentava e a nossa velocidade na caminhada e ao mesmo tempo dava saudade da trilha. Descemos a Serra em visões maravilhosas que dá para ver o mar e a rodovia bem lá embaixo, o celular deu área ligamos para o amigo Carlinho mandamos notícia para casa e fomos descendo a serra às 15:30 finalizamos a trilha e fomos até a BR. Estávamos loucos por um banho quente e eu como caminhoneiro comecei a acenar para os caminhões que passavam. Até que conseguimos uma carona e era uma cegonha daquelas novinhas. Subimos todos sujos de barro e fomos até o Posto Graal fazendeiro onde tomamos um banho quente e terminamos a nossa maravilhosa Aventura brindado entre os amigos.

Os Mineiros estão marcando esta aventura com seus veículos 4×4 no feriado de 15 novembro 2019, para desbravar com seus amigos em segurança esta trilha repleta de erosões, barros, subidas e descidas íngremes,  travessia de rios e muitas histórias assustadoras da região.

 

Placa amarela da cidade de São Bernardo do Campo-SP
Motor do Jeep abandonado que fica no meio da trilha
Caminhada com muita natureza e umidade no ar

Quer participar desta aventura com seu 4×4 no dia 15 de novembro 2019, deixe seu contato nos comentários.
Gostou da aventura deixe seu comentário abaixo da matéria !!!

Print Friendly, PDF & Email

17 comentários

  1. Olá também gostaria de participar …;)

  2. Pena em novembro nessa data estar indo pro Pantanal…..mas gostaria de saber tbm o nível de dificuldade e o quanto precisaria o jeep estar equipado

  3. Matéria muito legal,como faço pra acompanhar suas matérias?
    Faço trilha de 4×4 é de moto e adoro trilha é trekking.
    Infelizmente não poderei participar devido a distância pois moro em Alagoas.

  4. Tenho interesse em participar.
    Tenho uma TR4

  5. Avatar Adilson Teixeira de Souza

    Eu gostaria de saber mais detalhes desta trilha

  6. Avatar Fabio Silveira Arruda

    Eu quero ir, moro em Lavras Novas e tenho uma brasinca passo fino 4×4. Será que ela cabe na trilha?

  7. Nunca tenho paciência pra ler essas matérias…. mais essa me chamou atenção mais um pouco da pra escrever um livro… aqui no vale do Ribeira tem muitas histórias assim inclusive uma antiga mina de ouro abandonada ….. parabéns showwww

  8. Avatar Nilson Flávio dos Santos

    Tenho interesse de participar tbm…..

  9. Avatar Erivelto hess Júnior

    Conheço a história
    Tem muito puma nesta região
    Era bom ter um guia local
    No posto fazendeiro tem uma auto eletrica e o dono conhefe essa trilha.

  10. Avatar Alexandre Saraiva

    Eu tenho interesse em participar. Tenho um CJ5 com guincho ensimec.

  11. Avatar Shudo (William)

    Boa tarde

    Eu gostaria de participar

  12. Eu também quero ir

  13. Avatar Marcos de Barros (BARRÃO)

    Sou de Brasília queria participar dessas expedições com vocês como faço para conhecer melhor o grupo de vocês?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.