Destaque

TBT Ford Bronco: como o 4×4 raiz avançou para a cidade

  • Ao longo de sua história, o Ford Bronco reforçou a proposta de uso misto off-road e urbano
  • O modelo com carroceria fechada, preferido do público, agregou cada vez mais atributos de conforto e conveniência
  • O Bronco de nova geração, perto de estrear no Brasil, inicia mais um capítulo dessa história

Nascido como um off-road de raiz, o Ford Bronco com o tempo reforçou cada vez mais os atributos voltados para o conforto e a conveniência na cidade, sem abandonar a sua essência 4×4. Este TBT (“Throwback Bronco Thursday”) destaca momentos importantes da evolução do modelo que foi precursor dos modernos SUVs e está perto de estrear sua nova geração global no Brasil.

Chassi reforçado, suspensões robustas, mecânica simples e confiável e tração 4×4 para rodar em qualquer terreno. Esta era a receita do primeiro Ford Bronco, lançado nos Estados Unidos como modelo 1966. Ele tinha chassi, sistemas de freio, direção e suspensões especialmente desenvolvidos e era oferecido com três opções de carroceria: fechada de duas portas, picape de dois lugares ou Roadster, sem capota e portas.

A preferência do público pelo utilitário de duas portas logo ficou clara nas vendas: a carroceria Roadster saiu de linha em 1968 e, em 1972, foi a vez da despedida da picape. Seguindo a tendência de uso misto, urbano e off-road, o modelo começou a se tornar cada vez mais sofisticado e em 1973 ganhou a opção de transmissão automática de três velocidades.

Em 1978, a segunda geração do Bronco passou a compartilhar a mesma plataforma da picape Série F, da qual utilizava também partes da carroceria, como a frente, capô, portas e para-brisa. Em vez dos três lugares da antiga geração, ele ampliou o espaço para seis ocupantes e ficou mais refinado. Além de ar-condicionado, direção hidráulica e rádio, oferecia até piloto automático para aumentar o conforto do consumidor familiar.

O Bronco de terceira geração, lançado como modelo 1980, também era baseado na Série F, mas com entre-eixos mais curto. As principais mudanças foram focadas na mecânica. Ele ganhou uma nova suspensão dianteira, com molas independentes, batizada pela Ford de Twin Traction Beam, ou TTB. Na traseira, manteve o sistema de feixe de molas, conhecido pela grande robustez.

Na quarta geração, lançada em 1986, o Bronco teve a carroceria totalmente renovada e ganhou um interior inédito, com novo painel, volante e bancos. Também recebeu freios ABS e, nas versões de topo, acionamento elétrico da tração 4×4 no painel, em vez da alavanca.

A quinta geração do SUV, lançada em 1991, avançou ainda mais nos itens de segurança e conforto, com interior redesenhado. Além de zonas de deformação da carroceria em impactos melhoradas, passou a oferecer freios ABS também nas rodas dianteiras e o airbag do motorista tornou-se item de série em 1994. Espelhos elétricos e bancos de couro entraram na lista de equipamentos do modelo, produzido até 1996.

Agora, 25 anos depois, o Bronco está de volta com uma geração totalmente nova e pronto para iniciar mais um capítulo dessa história, avançando na proposta de veículo versátil capaz de unir o melhor de dois mundos para uso off-road e na cidade.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.