Quadri/ATV/UTV

South American Rally Race: Brasileiros foram guerreiros e completaram as sete etapas do rali, cujo roteiro já foi percorrido pelo Dakar

Brasileiros com missão cumprida: Maykel, Mendes, Piano e Luppi (Foto: Tuco On Track)

A 1ª edição do South American Rally Race (SARR2020) terminou nesta sexta-feira, em Santa Maria/Catamarca, após passar por mais duas províncias, San Juan e La Rioja, na Argentina. A 7ª etapa foi a mais curta de todos os dias, cerca de 90 km, dividida em duas Especiais (trecho cronometrado) e nem por isso menos exigente, contou com passagens por rios com pedras, trechos sinuosos, trial, piso arenoso e muitas erosões, mas as duplas da Território Motorsport se deram melhor e fecharam entre os três mais rápidas nos UTVs. Rodrigo Luppi/Maykel Justo #207 venceram ao completar em 1h49m07s e Edu Piano/Solon Mendes #204 andaram em ritmo forte e concluíram em 3º, com 1h50m53s.

As duplas da equipe completaram as sete etapas de um roteiro desafiante do início ao fim (7 a 14/2, sendo um dia de descanso), no qual não deu moleza aos competidores com piso diversificado, mas predominantemente com muitas dunas, travessias de rios secos e com água e pedras, que exigiram demais da pilotagem, navegação e dos equipamentos. No resultado acumulado, Luppi/Justo cruzaram a rampa de chegada em 6º nos UTVs, enquanto Piano/Mendes, em 11º. Vale destacar que os brasileiros abriram o rali arrepiando nos resultados, a dupla Luppi/Justo venceu no 1º e 2º dias quando cravou o melhor tempo na geral de todas as categorias, no total venceram três das sete etapas nos UTVs. Foram os únicos representantes do Brasil na categoria UTVs. A prova teve um roteiro de mais de 2.500 km e reuniu competidores de 11 países nas categoria motos, quadris, UTVs e carros e passou pelas regiões por onde o Rally Dakar percorreu, quando era realizado na América do Sul.

Piano/Mendes fecharam o último dia entre os três mais rápidos dos UTVs (Foto: Claudio Rieser)

Declarações dos competidores sobre o South American Rally Race:

Rodrigo Luppi (piloto de Vinhedo/SP) – “Vencemos mais uma nos UTVs e passamos todo mundo neste último dia que foi muito legal também. Encerramos com saldo positivo por toda a bagagem adquirida na minha primeira prova internacional e o entrosamento com o Maykel foi excelente e sua navegação perfeita. Não fossem os perrengues da 3ª etapa o resultado poderia ser outro, mas foi maravilhosa essa experiência e estou saindo daqui feliz da vida pelo aprendizado como piloto e como pessoa também.  Todos que amam rali deveriam conhecer essa prova, gostamos tanto vamos voltar no ano que vem. Os organizadores estão de parabéns.”

Maykel Justo (navegador de Taubaté/SP, único da equipe com nove edições do Dakar, sete na América do Sul e duas na África) – “Tivemos excelentes resultados. Foram dias extremamente difíceis e complicados para a navegação. Especiais completas e complexas que exigiram demais dos pilotos e navegadores. Com a experiência que tive do Dakar e por já ter passado por essas regiões, já esperava que seria muita dura, mas essa prova se superou! Rodrigo é um excelente piloto, dá confiança ao navegador e acho que contribui com minha experiência para que pudesse dosar seu ímpeto de acelerar em lugares perigosos, somente quando tivesse um campo de visão bem amplo e ir para cima quando necessário. Uma satisfação enorme ter participado dessa prova.”

Edu Piano (piloto de Tatuí/SP): “Pena que acabou poderia ter mais uns três dias, que rali sensacional! Foi impressionante, todos os dias foram muito duros, um dia superava o outro e isso foi muito legal para pilotagem, terminava os dias com os braços moídos mas feliz. Provas bem diferente das que estamos acostumados a andar no Brasil, inclusive em termos de regulamento, por isso vivemos para aprender e estamos saindo com missão cumprida. Tivemos alguns problemas, mas os UTVs se comportaram perfeitamente ao percurso. Uma das diferenças é a leitura de piso e os argentinos levaram vantagem por conhecerem a região e, agora, para o ano que vem estaremos mais preparados.”

Solon Mendes (navegador de Fortaleza/CE) –  “Foi um rali fantástico, um aprendizado enorme e uma experiência nova para mim que tenho 35 anos de off-road. Nos superávamos dia após dia. Maykel me deu boas dicas de navegação também. Não foi o resultado esperado porque afinal somos competitivos, mas valeu muito a pena ter tido a oportunidade de disputar essa prova e, se Deus permitir, quero estar aqui no próximo ano. Parabenizo os organizadores e principalmente a todos da nossa equipe Território Motorsport que se dedicaram a aprontar os carros para nós e ralaram duro nestes dias aqui na  Argentina.”

Luppi/Maykel venceram também o último dia nos UTVs, completando 3 vitórias em 7 etapas (Foto: Sanderson Pereira)

Equipe multicampeã– Com 21 anos, a Território Motorsport é uma das equipes mais tradicionais no Rally Cross Country brasileiro. Chefiada pelo piloto Edu Piano (oito vezes campeão do Rally dos Sertões: um na geral dos carros, seis nos caminhões e um nos UTVs), durante 12 temporadas (2002 a 2014) a equipe representou a Ford Racing Trucks/ Território Motorsport e conquistou oito títulos no Caminhões no Sertões. Entre 2011 e 2014, a equipe foi a oficial da Troller na competição. Com a Troller Racing/Território Motorsport, o time sagrou-se bicampeão da prova na Production T2. Movido a desafios, a partir de 2016, Piano passou a desenvolver UTVs (Can-Am Maverick X3) para competição e, desde então, a equipe disputa os Campeonatos Brasileiros de Rally Baja e Rally Cross Country, além do Sertões. Em 2018, Edu Piano/Solon Mendes foram Campeões do Sertões nos UTVs (Over 45), o que lhes garantiu o primeiro título na categoria e o sétimo da dupla recordista da competição. No Sertões 2019 Piano/Mendes (vice-campeões na UTV Over Pró) e Rodrigo Luppi/Flavio Bisi (4º na UTV Over Pró). Piano, ao lado de Fausto Dallape, foi Campeão da Mitsubishi Cup 2019, na L200 Triton Sport R e conquistou seu tetracampeonato. Já Rodrigo Luppi encerrou 2019 como vice-campeão do Campeonato Sertões Series, na UTV Pró.

A equipe Território Motorsport conta com o apoio da Petróleo Minuano, Cerâmica Strufaldi, Top Line Cabine, SFI CHIPS e Garret. Mais informações:
Site: www.territoriomotorsport.com.br
Facebook: @territoriomotorsport4x4
Instagram: @territoriomotorsport
Twitter @territorio4x4

Resultados 1º South American Rally Race (7 a 14/2 – Argentina)

Etapa 7 – Categoria UTVs  T3.1 (cinco primeiros)
1)Rodrigo Luppi/Maykel Justo (Brasil) – 1h49m07s

2) Marcos Mizzau/Anuar Osman (Argentina) – 1h49m56s
3)Edu Piano/Solon Mendes (Brasil)– 1h50m53s
4) Nicolas Gogg (Argentina) – 1h53m26s
5) Marcelo Rojas/ Matias Rojas (Chile) – 1h55m24s

Acumulado (após sete etapas) – 14/2
Categoria UTV – 11 primeiros

1) Del Zotto/Dell Zoto (Argentina)- 26h03m02s
2) Ferioli/Rinaldi (Argentina) – 26h05m15s
3) Echegaray/ Sisterna (Argentina) – 26h39m25s
4) Semino/Oltra (Argentina) – 27h04m20s
5) Santos/Ezequiel (Paraguai) – 27h40m52s
6) Rodrigo Luppi/Maykel Justo (Brasil) – 28h34m45s
7) Marcos Mizzau/Anuar Osman (Argentina) -29h07m30s
8) Marcelo Rojas/Matias Rojas (Chile) -29h50m22s
9) Zingoni/Acosta (Argentina) – 29h50m43s
10) Virro/Jacomy (Argentina) – 29h57m40s
11) Edu Piano/Solon Mendes (Brasil) – 30h45m09s


MSuzuki Comunicação

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.