Rallys

Projeto Uma Mulher Um Mundo marca presença no 13º Transcatarina

Alexia Dierberger vai até Santa Catarina para participar de um dos maiores encontros do off-road nacional. Além de estrear em uma nova modalidade do off-road, ela também divulgará o projeto Uma Mulher Um Mundo

Criado em 2019, o projeto Uma Mulher Um Mundo começa a desenhar sua história. Idealizado pela administradora, Alexia Dierberger, 25 anos, o objetivo desta iniciativa é compartilhar e reforçar um estilo de vida aventureiro, por meio de viagens nacionais e internacionais feitas a bordo de uma Land Rover Defender 90.

O primeiro desafio dentro deste contexto é o Transcatarina – um dos maiores encontros do off-road nacional, que será realizado entre os dias 26 e 30 de outubro. Serão percorridos aproximadamente 800 quilômetros pelo estado de Santa Catarina, entre as regiões do Vale dos Imigrantes e o litoral. A largada será em Fraiburgo e a chegada em Tubarão, tendo Caçador, Lages e São Joaquim como as cidades anfitriãs no meio do percurso.

O Transcatarina é composto pelas categorias de competição (Máster, Graduados, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light) e passeio (Passeio Expedition, Passeio Radical 01 e 02, Camping e Adventure 01, 02 e 03). Até o momento, são 265 veículos inscritos, de diversas regiões do país.

A estreia de uma piloto

Entre os desafios propostos pelo Transcatarina, Alexia escolheu o rali de regularidade para participar e, entre as categorias disponíveis, obviamente que optou pela categoria de entrada, a Turismo Light. Tão embora já tenha bastante afinidade com o off-road, essa será a primeira experiência dela no rali.

“Sou o tipo de pessoa que gosta de viver novas experiências e, portanto, no Transcatarina terei a oportunidade de viver dias diferentes e respirar esse clima do rali de regularidade. Sou destemida, prezo pela liberdade e tenho certeza de que estarei no lugar certo”, declarou Alexia, que contará com a navegação de Doris Pinheiro.

A dupla está nos preparativos para a prova, a começar pela Land Rover –apelidada de Lady. “Estou fazendo uma revisão completa no meu 4×4, pois além do Transcatarina, tenho muitos planos com a Lady. O carro estará mais econômico e com melhor desempenho e estabilidade”, detalhou Alexia.

Enquanto Lady recebe um up-grade, Alexia e Doris se empenham em estudar sobre pilotagem e navegação, aproveitando de vídeos na internet para aprofundar o conhecimento, buscando orientações com competidores mais experientes, a fim de chegar ao Transcatarina o mais preparadas possível. “Temos consciência de que somente na prática aprenderemos o que é de fato o rali de regularidade, e buscaremos o nosso crescimento dentro deste esporte”, apontou o jovem piloto.   

A secretaria de prova do 13º Transcatarina será aberta no próximo dia 26 (terça-feira), no Hotel Renar, em Fraiburgo, às 10h. A competição começa no dia 27, com o prólogo – tomada de tempo que definirá a ordem de largada para a primeira etapa, que terá como destino a cidade de Caçador.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.