Trilhas

Nutts Off Road mostra coragem e vence Trilha da Aranha

O grupo de amigos Nutts Off Road embarcaram em mais uma aventura no final de semana, do dia 5 de outubro. Mais uma trilha temida por vários: a Trilha da Aranha. A trilha fica situada na região da serra da Cantareira, próxima à São Paulo/SP. Uma trilha considerada curta, com aproximadamente 4 quilômetros, mas com um grau de dificuldade elevado, pois além de ser estreita bem esburacada possui desníveis de até 2 metros de profundidade.

Essa aventura foi composta por seis jipes e no total de 16 participantes: Lee e sua esposa Emilene, Carlos, sua esposa Vanessa e o filho Eduardo, de 6 anos, Carlos Eduardo (Cadu) e Gean, Mão de Lama e Serrano, Tarja Preta e Andreza, Rudimar (Gaúcho) e Gordo e ainda dois zequinhas extras, Fabinho e Ailton. Todos os jipes bem preparados sendo cinco Trollers e um Wyllis.

A turma iniciou a aventura por volta das 10h40. Os obstáculos começam no início da trilha e todos os jipes precisaram recorrer aos guinchos. Os pontos de ancoragem eram distantes e normalmente no alto, isso dificultava o próprio alinhamento dos cabos dos guinchos.

Haviam subidas muito íngremes com alto risco de capotagem. As fendas e erosões eram muito fundas e altamente escorregadias, e alguns pontos os jipes escorregavam. Em outras situações foram usados os pneus steps para não permitir que os jipes escorregassem novamente.

Por volta das 15h, como é de praxe para o Nutts, o grupo parou para um merecido descanso, com um delicioso churrasco. A churrasqueira utilizada foi a própria fenda de um dos barrancos, no caminho, entre dois jipes.

A aventura continua e a turma precisa agilizar, pois logo começaria a escurecer dificultando ainda mais a situação. Por fim chegam ao temido paredão do bueiro, que por sua vez estava ainda mais fundo. Para facilitar a subida a turma colocou vários troncos de árvores que estavam caídos próximo ao local. Todos sobem ancorados utilizando o guincho para puxar. Por volta das 19h30 e a trilha é concluída com sucesso. Mais uma para o currículo da turma.

Ótimas lembranças para todos e algumas cicatrizes para os jipes. É importante ressaltar que essa trilha é uma das trilhas que precisa de técnica, conhecimento, ótimos equipamentos, carros preparados e principalmente de “zequinhas” que saibam orientar corretamente. Os zequinhas dessa aventura trabalharam intensamente orientando e facilitando a vida dos jipeiros.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.