Destaque, Rallys

Fabrício Bianchini/Adhemar Pereira comemoram o êxito do primeiro Sertões de Buggy V6

Dupla da Bianchini Rally faz balanço positivo da primeira participação com o Buggy V6 da MEM (Marcelo Maragni/Fotop)

Fabrício Bianchini, o “Gaúcho”, e Adhemar Pereira, o ‘Índio”, encerram com missão ao Sertões 2020. Fizeram uma prova limpa, com bom ritmo, completar todo o roteiro entre São Paulo e Maranhão e, sobretudo, se divertirem com o Buggy V6 4×2, preparado pela MEM Motorsport. A dupla #306 da Bianchini Rally fez tudo isso e melhor. Foi subindo na classificação a cada etapa e cruzou a rampa de chegada, em Barreirinhas (MA), em 3º na disputada categoria Open (foram nove buggies) e, de quebra, finalizou, em 8º na geral dos carros.

“Foi um rali ótimo, duro, exigente e desafiador como sempre, passamos alguns perrengues com a chuva mas chegamos entre os oito mais rápidos da geral e foi sensacional”, afirma Bianchini, que completou seu 20ª Sertões. “O bugão é fantástico, potente e passou ileso por vários tipos de terrenos e anda muito. Agradeço a MEM por todo o apoio e ter nos confiado essa missão”, completa o piloto de Barueri (SP), que já havia conquistado um resultado de destaque quando pilotou um T-Rex da equipe no Sertões 2016 e foi o 6º na geral dos carros. “Realizei meu sonho que era pilotar esse Buggão no Sertões1”, finaliza.

Em sua 11ª participação, o cearense fez sua estreia na categoria carros e aprovou a experiência. “Foi o Sertões mais difícil que fiz na minha vida, em vários aspectos,, quanto ao nível técnico e também de superação. Mas completamos todos os dias, sempre embalados por um bom resultado, tanto que chegamos ao 3º lugar na categoria. Meu agradecimento a equipe MEM e especialmente ao companheirismo e a generosidade do meu parceiro e amigo Fabrício, que pilotou demais e perdoava os meus erros de navegação e, ao invés de me culpar, ia me incentivando.”

E como para a dupla, missão dada é missão cumprida, “Índio” explica que nada é por acaso. “Quem me conhece sabe que sou cara muito místico e quando vi o nosso numeral 306 que pela somatória dá 9, número da responsabilidade, logo vi que não foi à toa e teríamos de fazer um Sertões nessa pegada com Buggão  e deu tudo certo. Que venha o próximo Sertões.”

Chuva e lama foram ingredientes que mudaram a “cara” do Sertões 2020, tanto que o mau tempo fez com que a organização cancelasse as 3ª e 6ª etapas e os competidores tiveram somente cinco dias para acelerar. A prova largou de São Paulo (31/10), cruzou Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Tocantins e terminou no Maranhão em 7/11, sempre de Bolha  em Bolha e respeitando os protocolos de segurança em tempos de pandemia.

Perfil da dupla

Fabrício Bianchini – Apelido “Gaúcho” (piloto): Gaúcho de Porto Alegre, mas radicado em São Paulo há vários anos reside em Barueri/SP. Bianchini tem uma trajetória de 25 anos nas motos e já disputou 11 edições do Sertões na categoria. Aos 40 anos, Bianchini segue para sua 20ª participação. Movido a desafios e piloto experiente, também competiu na categoria carros e UTVs. Foram quatro edições nos carros, sendo que em 2016, terminou em sexto na geral (com o navegador Caio Santos), pilotando com um T-Rex (MEM Motorsport) na Protótipos T1. Fundou a própria equipe em 2005, a Bianchini Rally, que por duas edições do Sertões foi premiada como Melhor Equipe do grid. Paralelamente, o piloto compete no Campeonato Brasileiro de Rally Baja, seu último título foi em 2018 na categoria Production, com uma Husqvarna FE 501.

Adhemar Pereira – Apelido “Índio” (navegador): Em 2020, o piloto cearense, de 48 anos, segue para a sua 11º participação no Sertões. “Índio ou Indião” como é conhecido nas competições, desde a infância é apaixonado por duas rodas e sempre visualizou no off-road a possibilidade de conhecer melhor o país. Entrou para as competições em 2009, quando iniciou nos campeonatos estaduais e nacionais. Em 2017, Índio recebeu o “Prêmio Espírito do Rally” da Dunas Race (organizadora da prova) e foi homenageado pela Federação de Motociclismo do Ceará (FMC) pela participação na 25ª edição do Sertões. Até o momento foram nove participações nas motos, uma nos UTVs e, neste ano, competirá pela primeira vez, com o amigo Fabrício Bianchini, com o Buggy 4×2 de motor V6, uma novidade para ele.

A equipe – Nasceu em 2005 quando Fabrício Bianchini decidiu montar a sua própria equipe com sede em Barueri/SP. Dois anos depois, com patrocínio do Grupo Infinity Bio Energy, juntamente com o piloto Marcos Finato, desenvolveram as primeiras motos de rali a álcool no Brasil. Pioneira com o projeto tornou-se a primeira equipe Carbon Free do Sertões. Entre 2007 e 2010 se chamou Infinity Rally Team, mas a partir de 2012, passou a adotar o nome Bianchini Rally. Nas edições de 2007 e 2008 foi premiada como Melhor Equipe do Rally dos Sertões. Pela tradição e profissionalismo conquistados, o time trabalha com pilotos campeões do segmento duas rodas no Sertões, Campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e de Rally Baja.  Entre 2013 e 2016, a equipe disputou a Mitsubishi Cup. Desde 2018 o UTV entrou na equipe com a dupla Bianchini/Adhemar Pereira “‘Índio” e no Sertões 2019 com Javier Fernandez/Marcos Colvero.  Desde 2019 a equipe fechou parceria com Powerhusky/Husqvarna Motorcycles Brasil e o time vem conquistando pódios nos Campeonatos Brasileiro de Rally Baja e no Brasileiro de Rally Cross Country.

Mais informações sobre a equipe: www.bianchinirally.com.br, Facebook @equipebianchinirally e Instagram @bianchinirally. E também no Instagram @memmotorsport

A Bianchini Rally conta com patrocínio da ROCK e Shiro e apoio MEM Motorsport, Óculos 100%, O Mundo de Maria, Hupi, Bull Sertões e Rede Petrolam.

Sertões – Resultado final

Categoria Open (cinco primeiros)
1) Zé Hélio/Lauro Sobreira – 21h02m12s
2) Júlio Capua/Emerson Cavassim – 22h07m32s
3) Fabrício Bianchini/Adhemar Pereira – 23h19m25s
4) Carlos Castro/Minae Miyauti – 24h07m42s
5) Tiago Rizzo/Leo Magalhães – 25h48m16s

MSuzuki Comunicação

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.