Rallys

Dupla do Maranhão, Fábio Cadasso/João Afro, encerra edição épica do Sertões no pódio

       Dupla na chegada a Salinópolis, no litoral do Pará, após mais de 7.200 km de roteiro pelo Brasil  (Vinícius Branca/Fotop)

Após mais de 7.200 km e desbravar as cinco regiões do país em 14 dias, terminou no sábado (9), o maior rali do mundo nas areias de Salinópolis, no Pará. A edição de 30 anos do Sertões ficará marcada na história dos competidores que foram à exaustão e testaram seus limites e o das máquinas durante 14 etapas que começam em Foz do Iguaçu, no Paraná, em 27/8. Os únicos representantes do Maranhão na categoria carros encerraram o rali no pódio. A equipe Cadasso Racing formada por Fábio Cadasso e João Afro #342 conquistou a 4ª posição na Pró Brasil. Essa é a quinta vez que a dupla sobe ao pódio no Sertões.

A dupla conquistou o resultado também após completar a última Especial na 2ª posição na Pró Brasil. A 14ª etapa entre Paragominas e Salinópolis, no Pará, teve um total de 353 km, dos quais 126 de trechos cronometrados e os competidores de São Luís (MA) andaram forte e com estratégia.

“Foi muito boa essa edição de 30 anos, no início do rali chegamos a liderar na categoria. Depois tivemos alguns problemas mecânicos mas que foram solucionados por nossa equipe de apoio e voltamos para à prova. Tanto que na última etapa finalizamos em 2º na categoria e mostrou que tínhamos carro para isso”, explica Cadasso em sua 10ª participação na competição. “Para nós ter um carro totalmente preparado no Maranhão, uma equipe de lá e um piloto e navegador de São Luís e conquistarmos esse 4º lugar foi muito significativo para nós e para nosso estado”, completa o único piloto a competir em todas as modalidades do Sertões (motos, quadris, UTVs, carros e caminhões).

Piloto maranhense Fábio Cadasso comemora com a equipe mais um pódio no Sertões (Divulgação)

Em sua 7ª participação na prova, o navegador explica os perrengues de uma edição longa que cruzou oito estados por cinco regiões do país. “O Sertões 30 anos teve várias adversidades não somente do dia a dia da prova, mas também para reposição de peças, afinal foram 14 dias e isso também nos prejudicou. Mas nossa equipe de apoio foi exemplar, sempre deixou o carro pronto para largamos. Fomos recuperando posições, poupando o equipamento para chegarmos a Salinópolis e no pódio. Estamos muito felizes”, afirma João Afro“. Ano que vem vamos corrigir os erros desta edição, melhorar ainda mais para levar a bandeira do Maranhão para o 1º lugar no pódio”, avisa o navegador.

A dupla chegou a liderar na Pró Brasil no acumulado na 3ª etapa. Mas a partir da 4ª etapa enfrentou problemas mecânicos e com os pneus, o que complicou o desempenho e perdeu posições na classificação acumulada por não ter completado algumas Especiais. Desde a largada em Palmas (TO), em 4/9, Cadasso/Afro também competiram pelo Sertões Norte (sete etapas entre Palmas e Salinópolis/PA).

Trajetória da equipe – O piloto de São Luís, Fábio Cadasso, está em sua 10ª participação no Sertões e é o único a competir em todas as modalidades. Em oito edições, conseguiu a façanha de pilotar nos caminhões, carros, quadris, motos e UTVs. Fábio Cadasso e João Afro estrearam no Sertões em 2012, na categoria Caminhões Leves, pela Ford Racing Trucks/Território Motorsport, quando terminaram em 3º na categoria.  Em 2013, Cadasso pilotou um Troller (Troller Racing/Território Motorsport) e terminou em 3º na Production T2.  No mesmo ano, conquistou os títulos Brasileiro e Paulista de Rally Cross Country 2013, nos Caminhões Leves. Dois anos depois retornou ao grid e passou a competir com equipe própria com uma Pajero TR4, novamente ao lado Afro, com quem conquistou por três anos o pódio:  5º lugar em 2015 e 2017 e vice-campeão em 2016, sempre na Production T2. Guerreiro e movido a desafios, encarou a edição de 2018 de moto (CRF 250cc), mas se acidentou e não completou a prova, depois em 2019 disputou nos quadris (700cc) e fechou em 5º na categoria e, em 2020, estreou nos UTVs, com o navegador Arthur Carvalho, finalizando em 7º, na Over 45.  Em 2021, devido a um princípio de incêndio no carro durante o deslocamento da 4ª etapa, a participação da dupla foi abreviada. Apesar de Cadasso e Afro terem conseguido controlar as chamas e nada de grave sofrerem, optaram em não continuar na prova, pois o equipamento ficou parcialmente danificado. Em 2022 conquistam pódio em 4º na Pró Brasil.

Redes sociais da equipe: Instagram @equipecadassoracing, Facebook @pilotofabiocadasso, Twitter @cadassoracing. Vídeos do Sertões no Canal do Youtube/Cadasso Racing – clique neste link

A equipe Cadasso Racing conta com o patrocínio do Grupo Mateus e Governo do Estado do Maranhão – Secretaria de Esporte e Lazer – por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. E também tem o apoio da Speed Wrap Garagem, Off Road SLZ, Agência Pipa, JC Ambiental e Postos Júlia Campos.

Resultado Final – Sertões Norte 2022

Categoria Pró Brasil  (Sertões Norte)
1)#371 Cristiano Rocha/Anderson Geraldi – 31h49m03s
2) #336 Otávio Enz/ Rodrigo Khezan – 33h55m37s
3) #338 Diogo Nasser/Amaury Fonseca – 38h41m47s
4) #342 Fábio Cadasso/João Afro – 46h11m35s
5) #352  Bartolomeu Nunes/Luan Dutra – 60h40m00s

P.S. – Resultados completos do rali: https://sertoes.com/resultados-app/

MSuzuki Comunicação

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.