Destaque, Rallys

Dakar, Conti/Bianchi atravessam o “Empty Quarter” em 10º nos UTVs T4 e Luppi/Justo recuperam várias posições e fecham em 14º o dia

Bruno Conti/Bianchi Prata seguem no Top7 na geral dos UTVs T4, após 10 etapas(@mchphotocz)

O primeiro dos três dias no “Empty Quarter” do Dakar foi disputado na quarta-feira. A 10ª etapa entre Haradh com e Shaybah teve um longo deslocamento de 508km mas o que contou mesmo e testou a habilidade de pilotos e navegadores foi a Especial de 114km disputada em um território inabitado no meio da imensidão de areia e dunas no Sudeste da Arábia Saudita.

Curta e técnica, a Especial exigiu sobretudo muita concentração na navegação neste território inóspito e Bruno Conti/Pedro Bianchi Prata #409 subiram mais cinco posições em relação a etapa anterior e completaram o dia na 10ª posição entre os UTVs T4 e, após 10 etapas, seguem em 7º na geral. “Foi a Especial mais curta (114km) do Dakar até agora. Um “mar” de areia e dunas sem fim mas curti bastante. Pedro e eu não tivemos problemas e fomos bem. Agora, o próximo desafio será a segunda etapa maratona do rali e o dia promete”, afirma Conti, 18 anos, o piloto sul-americano mais jovem desta edição.

Após um dia difícil na terça-feira, Rodrigo Luppi/Maykel Justo #406 fizeram uma prova de recuperação consistente e, mesmo largando em último nos UTVs (são 43 veículos na categoria), conseguiram chegar até a 14º posição geral no dia. Mas no acumulado os brasileiros seguem em 32º. “Fizemos uma Especial conservadora. Largamos no rabo do foguete e foi bem difícil mas conseguimos vir em um ritmo bom até que faltando 60km o pneu foi murchando e nos atrapalhou nas retas. Conseguimos nos reposicionar e vamos largar um pouco mais na frente e é dia de Maratona e nos divertir”, explica Luppi. A dupla brasileira liderou por três etapas na geral dos UTVs, mas devido a problemas mecânicos perdeu a chance de buscar o título.

Em uma prova de recuperação consistente, os brasilerios Luppi/Justo fecham em 14o nos UTVs T4 (@mchphotocz)

Nesta quarta-feira, os competidores largaram para a segunda etapa Maratona (não é permitido auxílio mecânico externo) desta edição. A 11ª etapa terá 427km entre Shaybah e Empty Quarter, sendo 153 de trechos cronometrados com muitas dunas na imensidão do deserto. Dakar entra no momento decisivo e provavelmente aqueles que saírem da segunda perna desta Maratona na sexta-feira já terão seus lugares no classificação quase definidos.

Pai (Luppi) e filho (Conti) competem com UTVs preparados pela South Racing, uma das maiores equipes do grid.

A dupla Bruno Conti/Pedro Bianchi Prata #409 tem patrocínio da Cimed, Azimut, REAG Investimentos, Tensor Tyres, J.Juan Brakes, Method Wheels e South Racing.

A dupla Rodrigo Luppi/Maykel Justo #406 tem patrocínio da Luppi Racing, EXT Amortecedores e J.Juan Brakes.

Para acompanhar a aventura das duplas no Rally Dakar 2023 Instagram: @brunooconti_ @bianchiprata @rodrigoluppi @maykeljusto @luppi_racing_team

– Resultado Etapa 10 – Dakar (11/1)
Categoria (SSV) T4
1) #402 Gerard Guell/ Diego Gil (ESP) – 1h5m22s
2) #401 Marek Goczal/Maciej Marton (POL) – 1h59m17s
3) #428 Eryk Goczal (POL)/Oriol Mena (ESP) – 1h59m30s
4) #400 Rokas Baciuska (LTU)/ Oriol Montijano (ESP) – 2h00m52
5) #412 Jeremias Ferioli/Pedro Rinaldi (ARG) – 2h01m36s
6) #415 Xavier Soultrait/Martin Bonnet (FRA) – 2h02m12s
7) #437 Cristiano Batista (BRA)/ Fausto Mota (ESP) – 2h03m03s
8) #410 Yasir Seaidan (SAL)/ Alexey Kuzmich (ARE) – 2h03m09s
9) #421 Paul Spierings/ Jan Der Stelt (NDL) – 2h03m15s
10) #409 Bruno Conti (BRA)/Pedro Bianchi Prata (PRT) – 2h04m02s
14) #406 Rodrigo Luppi/Maykel Justo (BRA) – 2h06m42s

– Resultado Acumulado (após 10 etapas)
Categoria (SSV) T4
1) #400 Rokas Baciuska (LTU)/ Oriol Montijano (ESP) – 43h17m29s
2) #428 Eryk Goczal (POL)/Oriol Mena (ESP) – 43h21m09s
3) #402 Gerard Guell/ Diego Gil (ESP) – 43h24m16s
4) #401 Marek Goczal/Maciej Marton (POL) – 43h29m09s
5) #412 Jeremias Ferioli/Pedro Rinaldi (ARG) – 44h02m48s
6) #437 Cristiano Batista (BRA)/Fausto Mota (ESP) – 45h11m23s
7) #409 Bruno Conti (BRA)/Pedro Bianchi Prata (PRT) – 45h38m36s
8) #430 Sebastian Guayasamin (ECU)/Ricardo Torlaschi (ARG) – 46h59m18s
9) #425 Toomas Triisa/ Mart Meeru (EST) – 47h13m41s
10) #405 Michal Goczal/Szymon Gospodarczky (POL) –47h14m33s
32) #406 Rodrigo Luppi/Maykel Justo (BRA) – 76h41m14s

ROTEIRO DAKAR 2023 (ARÁBIA SAUDITA)

12/01 – ETAPA 11 – SHAYBAH > EMPTY QUARTER (MARATONA)
Total 426 km | 273 km (Especial)

13/01 – Etapa 12 – EMPTY QUARTER (MARATONA) > SHAYBAH
Total 376 km | 185 km (Especial)

14/01 – Etapa 13 – SHAYBAH > AL-HOFUF
Total 675 km | 154 km (Especial)

15/01 – Etapa 14 – AL-HOFUF > DAMMAM
Total 417 km | 136 km (Especial)

Total de Especiais = 4.607 km
Total do roteiro 
= 8.528,35 km

MSuzuki Comunicação

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.