Rally dos Sertões: Varela e Gugelmin terminam em segundo

agosto 29, 2017 6:49 pm
Equipe Divino Fogão Rally Team comemora o resultado no Rally dos Sertões (Foto: Magnus Torquato/Fotop)

Equipe Divino Fogão Rally Team comemora o resultado no Rally dos Sertões (Foto: Magnus Torquato/Fotop)

Dupla lutou até o fim da principal prova do off-road do Brasil

Reinaldo Varela e um dos principais nomes do rally brasileiro (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

Reinaldo Varela e um dos principais nomes do rally brasileiro (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

Bem que eles se esforçaram e diminuíram bastante a vantagem. Foi por bem pouco, considerando que pelo equipamento que usaram neste ano, eles eram considerados a quarta força da principal prova off-road do Brasil que terminou no último sábado (26/8). No fim, usando toda a sua experiência e competência, a dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino Fogão/Blindarte/Tecmin) terminou o 25º Rally dos Sertões na segunda colocação, apenas 6min44s atrás dos campeões Cristian Baumgart/Beco Andreotti (X Rally Team). Isto depois de sete dias e 3.300 km de Goiânia (GO) até Bonito (MS).

Varela e Gugelmin começaram o último dia de prova entre Aquidauana e Bonito com a desvantagem de 16min15s, que precisaria ser descontada na Especial cronometrada de 240,45 km. Com uma pilotagem agressiva e impecável navegação, a dupla terminou à frente de seus principais adversários e diminuíram muita a diferença – descontaram 9min35s52 -, confirmando a vice-liderança, mesmo resultado que haviam conquistado em 2014, um ano antes de sua última conquista no Rally dos Sertões.  

Bicampeão mundial de Rally Cross-Country, Reinaldo Varela já participou 20 vezes do Rally dos Sertões e venceu sete vezes em sua categoria, duas vezes na geral (2000 e 2015), e duas vezes foram vice-campeões (2014 e 2017). Mas a sua maior vitória neste ano foi ver o seu filho caçula Bruno Varela vencer na categoria UTV, com a ajuda de seus irmãos Rodrigo e Gabriel Varela, mostrando a união da Família da Poeira.

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin festejam a segunda colocação no Sertões (Foto: Magnus Torquato/Fotop)

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin festejam a segunda colocação no Sertões (Foto: Magnus Torquato/Fotop)

A equipe Divino Fogão Rally Team competiu no Rally dos Sertões com uma picape protótipo Ranger e três UTVs Can-Am Maverick X3, contando com 60 componentes e estrutura composta por dois caminhões, um motor-home, dois trailers para 10 pessoas cada um, três camionetes, dois carros e duas motos de apoio.

Reinaldo Varela cumprimenta o vencedor Cristian Baumgart (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

Reinaldo Varela cumprimenta o vencedor Cristian Baumgart (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

A classificação da categoria Carros após sete dias do Rally dos Sertões 2017 ficou assim: 1º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Protótipo Ranger, 21h38min38s52; 2º) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Protótipo Ranger, a 6min44s; 3º) Alvarez Fernando/Juan Monasterolo, Protótipo Amarok, a 1h59min35s; 4º) Michel Terpins/Maykel Justo, T-Rex, a 2h39min37s; 5º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, Mini, a 3h00min18s; 6º) Glauber Fontoura/Minae Miyauti, L200 Triton RS, a 3h10min32s; 7º) Sylvio de Barros/Rafael Capoani, Mini, a 3h38min28s; 8º) Flavio Lunardi/Fred da Silva, L200 Triton Sport RS, a 4h56min51s; 9º) Vilson Thomas/Rafael da Luz, a 5h02min10s; 10º) Mauro Guedes/Neurivan Calado, L200 RS, a 5h17min10s.

Print Friendly


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Mais Offroad. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.