Rally do Velho Chico: entre belezas e desafios naturais, um dia de velocidade e disputas acirradas

março 29, 2015 8:17 pm
José Hélio Rodrigues e Felipe Bianchini fizeram o melhor tempo entre os UTVs

José Hélio Rodrigues e Felipe Bianchini fizeram o melhor tempo entre os UTVs – Foto: Doni Castilho

 Um rali no Nordeste sempre tem um algo a mais… Por conciliar percursos de alto nível técnico com paisagens que encantam os olhos, cada competição permite aos participantes descobrir novos lugares e a superar seus próprios limites. Porém, o que dizer do Estado de Alagoas, um dos mais belos do País? É por isso que o Rally do Velho Chico, em sua quarta edição, bateu recorde de inscritos e reuniu em Maceió (um dos principais pontos turísticos do Brasil) um grid formado por 60 veículos.

A competição abriu no sábado(28/03) a temporada 2015 do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para motos, quadriciclos e UTVs, porém, para atender ao clamor de pilotos e navegadores do Nordeste, teve também a categoria carros.

Logo cedo, a caravana do 4º Rally do Velho Chico partiu da capital alagoana rumo ao sertão do Estado, para a cidade de Jaramataia. Foi no povoado de Campo Alegre, que a largada aconteceu às 13h30, sob Sol forte e temperatura de 34 graus. O trecho cronometrado deste primeiro dia de prova teve 147 quilômetros de piso de terra duro (batida). Entre as características de obstáculos o roteiro apresentou piçarras, lombas, buracos, erosões e pedras (muitas pedras e grandes), além de 12 quilômetros de trial em setores distintos. Entre trechos rápidos e travados, a prova exigiu técnica e experiência dos competidores para acelerarem fundo, mas sabendo quando poupar o equipamento, a fim de evitar problemas mecânicos.

Piloto Tom Rosa foi o mais rápido entre os quadris  - Foto:  Ney Evangelista/DFOTOS

Piloto Tom Rosa foi o mais rápido entre os quadris – Foto: Ney Evangelista/DFOTOS

“Encontramos estradas abandonadas que não passava qualquer veículo há mais de 15 anos”, disse contente o diretor de prova, Deco Muniz. Sete cidades e alguns povoados fizeram parte do trajeto, sendo alguns deles: São Marcos, Major Isidoro, Monteirópolis, Jacaré dos Homens, entre outros. “A parte final da especial foi extremamente rápida em retas de estradas largas… Não tenho dúvidas de que todos se divertiram e abusaram da potência dos motores”, apostou.

Contabilizando pontos

Por ser tratar de Campeonato Brasileiro, o nível da disputa é altamente acirrado. Neste sábado, estava em jogo os pontos da primeira tabela do certame nacional. Na categoria motos, o piloto que fez o melhor tempo do dia foi Gregório Caselani, que estava estreando a sua moto Kawazaki KXF. “Por ser a primeira vez que estava a bordo deste equipamento, minha preocupação era testá-lo, do que propriamente vencer a etapa. Estou surpreso com essa vitória”, disse ele. “Além disso, estou mais acostumado com os terrenos do rali baja”, concluiu.

Nos quadriciclos, o piloto Tom Rosa, que busca o “bi” no Rally do Velho Chico, venceu a bateria do dia. “Essa edição surpreendeu. A organização conseguiu levantar um certame dentro do sertão, com especiais bem parecidas com o que estamos acostumados a acelerar”, falou Tom, que completou. “O roteiro estava bem fechado e seguro, e a população prestigiou em peso o rali”.

A dupla Daniel Busgaib Sampaio e Sérgio Bessa acelerou bonito entre os carros - Foto:  Doni Castilho/DFOTOS

A dupla Daniel Busgaib Sampaio e Sérgio Bessa acelerou bonito entre os carros – Foto: Doni Castilho/DFOTOS

E nos UTVs, os mais rápidos foram José Hélio Rodrigues e Fabrício Bianchini. “Fiz uma prova limpa e sem erros. Por ser a primeira etapa do ano, minha maior dificuldade foi retomar o ritmo de disputa, mas principalmente a me acostumar com o veículo que, preparado para o cross country, fica mais pesado. O meu navegador trabalhou muito bem e juntos obtemos esse resultado”, comentou Rodrigues, que elogiou o desempenho do seu UTV Polaris XP 1000.

Entre os carros que estiveram alinhados, a dupla Daniel Busgaib Sampaio e Sérgio Bessa ficou na primeira posição. “Essa foi a minha estreia no rali e minha maior dificuldade foi encarar as lombadas e depressões. A nossa Mitsubishi TR4 R estava bem acertada, principalmente o conjunto de suspensão. Meu navegador é experiente e foi fundamental para atingirmos esse desempenho”, salientou Sampaio.

O Rally do Velho Chico prossegue amanhã cedo, com largada programada para às 11h, de Pão de Açúcar. Serão mais 162 quilômetros que finalizarão em Traipu, com boa parte do caminho margeando o Rio São Francisco. Para mais informações, acesse o site: www.velhochico.net.br.

Classificação – 4º Rally do Velho Chico

1º dia

Categoria Motos

1º Gregório Caselani Azevedo, 02h00min51s
2º Ricardo Martins, 02h02min10s
3º Tunico Maciel, 02h02min23s
4º Adrian Metge, 02h03min26s
5º Jean Azevedo, 02h03min39

Categoria Quadriciclos

1º Tom Rosa, 02h25min51s
2º Francinei Costa, 02h26min12s
3º Hélio Pessoa, 02h45min29s
4º Osmar de Mendonça Júnior, 02h47min10s
5º Rodrigo Borges Lins, 04h06min48s

Categoria UTVs

1º José Hélio Rodrigues e Felipe Bianchini, 02h04min47s
2º Gustavo Tatá Xavier e Neurivan Calado, 02h08min37s
3º Carlos Eduardo Andreoni Ambrosio e Carlos Eduardo Sachs, 02h13min10s
4º Aécio Ribeiro de Lima e Diego Carvalho, 02h21min40s
5º Lucas Araújo Barroso e Lauro Sobreira, 02h24min11s

Categoria Carros

1º Daniel Busgaib Sampaio e Sérgio Bessa, 02h44min35s
2º Armando Bispo da Cruz e Lourival Roldan, 02h46min46s
3º Roberto Cunha e Bruno Lima, 04h00min00s
4º Ricardo Maia Aguiar e Arthur Vitorino Di Pace, 04h00min00s
5º Alberto Carlos Bezerra e Luciano Bezerra, 04h00min00s

Programação – 4º Rally do Velho Chico

29 de março – domingo
10h –
Largada (início da planilha) – deslocamento inicial de 45 quilômetros
11h – Largada da Prova Especial 2 – 150 km – Pão de Açucar X Traipu
13h – Início da chegada / Parque Fechado – Traipu, AL
15h30 – Divulgação dos resultados
16h – Início da premiação – Traipu, AL
17h – Encerramento do evento – Traipu, AL

Acompanhe o Velho Chico nas redes sociais:
Facebook: http://www.facebook.com/RallydoVelhoChico
Instagram: @rallydovelhochico

O Rally do Velho Chico tem patrocínio de Parque Shopping Maceió, Cachaça Caraçuipe, Celebration, Engeap Engenharia, Polaris/G2 Racing, Rotacar Locadora Rent a Car, Harcos Corretora e Posto LIBERAL/BR.

Apoio Institucional: Governo de Alagoas, AMA – Associação dos Municípios Alagoanos, Prefeituras Municipais de: Pão de Açucar, Major Izidoro, Jacaré dos Homens, Belo Monte, e de Traipu.

Realização: RallySP / FAM – Federação Alagoana de Motociclismo 

Print Friendly


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Mais Offroad. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.