Rally dos Sertões: Reinaldo Varela vence pela quarta vez!

agosto 29, 2014 12:02 pm
Reinaldo Varela continua voando baixo - Foto: DFotos

Reinaldo Varela continua voando baixo – Foto: DFotos

A dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino Fogão / Blindarte / Temp Clean / Tecmin / Ibis / Itamotors / AryCom) mostra a cada dia que é a mais rápida do Rally dos Sertões 2014. Nesta quinta-feira (28/8) eles venceram pela quarta vez – além do Prólogo -, desta vez com a margem de 1min19s sobre Christian Baumgart/Beco Andreotti, os segundos mais rápidos, e 2min58s de vantagem para Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, depois de superarem os obstáculos dos 336 km cronometrados entre São Francisco e Diamantina, em Minas Gerais.

“Novamente não tivemos nenhum problema de pilotagem, navegação e com o carro. Mas foi o pior dia para realizar as ultrapassagens sobre os vários UTVs que alcançamos. Ninguém queria deixar passar e por isto perdemos muito tempo”, reclamou Reinaldo.

Com este resultado, Varela/Gugelmin assumiram a vice-liderança do segundo rali mais importante do mundo, mas ainda precisam descontar 4min04s de Spinelli/Haddad nos próximos dois dias para vencerem a prova, com apenas 304 km a serem cronometrados.

Rodrigo Varela terminou uma etapa tensa - Foto: Donizetti Castilho/DFotos

Rodrigo Varela terminou uma etapa tensa – Foto: Donizetti Castilho/DFotos

“Não temos alternativa. Vamos continuar acelerando forte. O Rali só termina na bandeirada!”, completou o piloto que já venceu o Rally dos Sertões em 2000 (Geral), e mais seis vezes por categoria (98, 99, 2000, 2007, 2008 e 2012).

O fato curioso é que Reinaldo Varela não recuperou mais tempo em relação ao líder por algo inusitado. Ele perdeu um preciso tempo nos últimos 20 km, pois um UTV não dava passagem, e ele precisou passar um rádio para a organização e entrar com uma reclamação. Depois é que descobriu que o concorrente era o seu filho, que estava sem freios e sem a antena do rádio, que caiu, e por isto não recebia as sinalizações para dar passagem.

A categoria UTV tem se mostrado a mais competitiva e equilibrada do evento, com três vencedores diferentes nos cinco dias. A dupla Rodrigo Varela e João Arena (Divino Fogão/Can-Am/Bike Box) terminou a etapa Maratona na quinta posição, e manteve a vice-liderança da prova, 9min05 atrás de André Sawaia/Eduardo Costa, que assumiram a liderança.

“Algo nos atingiu e perdemos o freio quando faltavam 250 km para terminar a Especial. Por isto, só pudemos acelerar nas retas. Nas descidas vínhamos na banguela, tentado controlar o UTV. E no trial era um desespero, fiquei completamente focado para não escapar da trilha. Então, acho que ainda tivemos um bom resultado no dia e esperamos recuperar este contratempo nestes dois dias finais”, torce o vice-líder

Entre os Quadriciclos Gabriel Varela (Divino Fogão/Can-Am) manteve a sua regularidade e terminou novamente na quarta posição, mesmo posto que ocupa na classificação Geral.

“Foi outro dia cansativo. Acordei as 3h40 e cheguei no Parque Fechado após as 16 horas. Só o deslocamento inicial já deu pra cansar, fiz em 3 horas!”, contou o líder dos Campeonatos Brasileiros de Baja e Cross Country.

“O dia começou com trecho muito rápido e depois se transformou em um trecho muito, mas muito travado, cheio de trial, buraco, erosão e muitas pedras”, continuou. “Fiz só terminar a Etapa, com o meu Can-Am Renegade inteiro e já está tudo pronto pra largar para o penúltimo dia e recuperar algum tempo”, encerrou animado.

Gabriel Varela tem mantido regularidade impressionante  - Foto: Donizetti Castilho/DFotos

Gabriel Varela tem mantido regularidade impressionante – Foto: Donizetti Castilho/DFotos

Como a etapa de quinta-feira foi Maratona, todos os veículos que chegaram a Diamantina entraram diretamente no parque fechado, onde não puderam receber qualquer reparo mecânico. Os concorrentes tiveram meia hora para consertar e ajustar o que fosse necessário, com as ferramentas e peças que levaram em seus equipamentos, e sem qualquer ajuda externa, antes de enfrentarem os 178 km cronometrados da sexta-feira.

Faltam apenas mais dois dias para o encerramento do 22º Rally dos Sertões. Nesta sexta-feira os competidores enfrentam um total de 204 km, sendo 178 km de trechos cronometrados, num percurso em laço, largando e chegando em Diamantina (MG). Portanto, somente à noite, depois de completarem 850 km desde a manhã de quinta-feira é que os mecânicos terão acesso aos veículos.

Confira os cinco primeiros do 5º dia (extra-oficial):
Carros – 1) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, 4h25min11s; 2) Christian Baumgart/Beco Andreotti, 4h26min30s; 3) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, 4h28min09s; 4) João Franciosi/Rafael Capoani,4h47min10s; 5) Luiz Facco/Humberto Piaui, 4h52min36.

UTV – 1) André Sawaia/Eduardo Costa, 5h20min36s; 2) Bruno Sperancini/Lourival Roldan, 5h21min19s; 3) Vinícius Mota/Rafael Shimuk, 5h31min33; 4) Célio Oliveira/Pipo Mirone, 5h33min24s; 5) Rodrigo Varela/João Arena, 5h43min48s.

Quadriciclo – 1) Robert Nahas, 4h57min02s; 2) Rafal Sonik, 5h09min00s; 3) Marcelo Medeiros, 5h25min03s; 4) Gabriel Varela, 5h28min55s; 5) Tom Rosa, 5h30min50s.

Confira a classificação (extra-oficial) acumulada do Rally dos Sertões após 5 dias:
Carros -1) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, 13h38min36s; 2) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, 13h42min40s; 3) Christian Baumgart/Beco Andreotti, 13h43min00s; 4) João Franciosi/Rafael Capoani, 14h37min08s; 5) Jorley Jr./Maykel Justo, 15h04min39s.

UTV – 1) André Sawaia/Eduardo Costa, 16h48min02s; 2) Rodrigo Varela/João Arena, 16h57min07s; 3) Vinícius Mota/Rafael Shimuk, 17h27min08s; 4) Henrique Gutierrez/Weidner Moreira, 17h33min57s; 5) Elson Cascão II/Cláudia Grandi, 17min54s27.

Quadriciclo – 1) Robert Nahas, 15h59min26s; 2) Rafal Sonik, 16h20min35s; 3) Marcelo Medeiros, 16h21min36s; 4) Gabriel Varela, 16h51min50s; 5) Tom Rosa, 17h36min26s.

Confira o roteiro do Rally dos Sertões 2014:
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223 km
Trecho especial: 336 km
Deslocamento final: 86 km
Total do dia: 645 km

29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 178 km
Deslocamento final: 25 km
Total do dia: 204 km

30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 54 km
Trecho especial: 126 km
Deslocamento final: 152 km
Total do dia: 336 km
Total do Rally: 2.679 km

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin tem o apoio de Divino Fogão / Blindarte / Temp Clean / Tecmin / Ibis / Itamotors / AryCom.

Curta www.facebook.com/DivinoFogaoRallyTeam

Print Friendly
Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Mais Offroad. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.