Piloto de Santos termina etapa 2 em segundo e sobe oito posições na categoria no Rally dos Sertões

agosto 26, 2014 2:28 pm
Dupla fechou a segunda etapa, com o segundo melhor tempo na categoria - Foto: Marcelo Machado/Webventure

Dupla fechou a segunda etapa, com o segundo melhor tempo na categoria – Foto: Marcelo Machado/Webventure

Quem disputa o Rally dos Sertões sabe que, um dia de resultados insatisfatórios pode ser superado na etapa seguinte. Foi exatamente o que aconteceu à Equipe Candide, que conseguiu o segundo melhor tempo da categoria Production T2 nesta segunda-feira, subindo oito posições em relação ao dia anterior. A segunda etapa do rali foi bem técnica, rápida e encurtada, por motivos de segurança. Dos 202,23 quilômetros previstos, a prova teve somente 68 quilômetros devido a um problema de fechamento de Especial. Mesmo assim, Marcelo Damini, único representante da Baixada Santista (SP) na competição e o navegador Carlos Brites conseguiram ser rápidos a ponto de diminuírem as diferenças de tempos do dia e no acumulado.

O acerto da suspensão da Mitsubishi TR4 ER foi uma das estratégias que foi positiva, segundo Damini: “O carro se comportou melhor do que ontem, porque mexemos novamente na configuração da suspensão. Cada dia é um progresso. Vamos ver o que vem para amanhã, porque hoje o objetivo já foi alcançado, de finalizar a especial”. A dupla do carro #328 está em sétimo lugar no acumulado da Production T2.

Conciliar agilidade, cautela e não cometer erros também foi um grande desafio para a dupla na etapa: “Foi uma Especial com trechos sinuosos e que exigiu muita navegação e concentração o tempo todo. No geral, foi um dia bom porque não houve erros e também não levamos penalização”, afirma Brites.

Equipe subiu oito posições em relação a primeira etapa - Foto: Sanderson Pereira/Photo-S

Equipe subiu oito posições em relação a primeira etapa – Foto: Sanderson Pereira/Photo-S

A terceira etapa sairá de Goiás e entrará em Minas Gerais. O trecho entre Catalão e Paracatu será longo, com 360,45 quilômetros, sendo 209,86 de especial. Até sábado, 30, serão 2.679 quilômetros percorridos em sete etapas, quando o rali termina em Belo Horizonte (MG). Vale destacar que nesta edição o Rally dos Sertões ganhou nova configuração e tem sete dias de prova. Nos anos anteriores, o segundo maior rali do mundo era disputado em dez dias.

Acompanhe o dia a dia da Equipe Candide durante o Rally dos Sertões pelo Facebook:http://migre.me/l6FNd

A dupla Marcelo Damini e Carlos Brites é patrocinada pela Candide.

Resultado 2ª etapa (25/08) – Categoria Production T2 (extra-oficial)
1) 354 Vilson Thomas/William Thomas, 57min18s
2) 328 Marcelo Damini/Carlos Brites, 58min36s
3) 352 Pedro Rado Filho/Joa Bicudo Filho, 59min10s
4) 340 Pietro Branchina Neto/Henry Kirst, 59min30s
5) 319 Marcus Kffuri/Rodrigo Czech, 59min32s

Acumulado após duas etapas – Categoria Production T2 (extra-oficial)
1) 354 Vilson Thomas/William Thomas, 3h15min57s
2) 340 Pietro Branchina Neto/Henry Kirst, 3h18min47s
3) 357 Nadimir Oliveira/Ricardo Silva, 3h19min3s
4) 319 Marcus Kffuri/Rodrigo Czech, 3h20min46s
5) 317 Thiago Silva/Ivo Mayer, 3h21min9s
6) 333 Paulo Amato/Rodrigo Mello, 3h21min46s
7) 328 Marcelo Damini/Carlos Brites, 3h27min16s
8) 347 Fabricio Silva/Luiz Pugliese, 3h30min38s
9) 344 Marcelo Mendes/Luis Felipe Eckel, 3h31min26s
10) 363 Marco Tulio Lana/Leonardo Silva, 3h32min47s

26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22,2 km
Trecho especial: 209,86 km
Deslocamento final: 128,39 km
Total do dia: 360,45 km

Print Friendly
Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Jornal Mais Offroad. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.